Terça, 06 Agosto 2013 17:40

Nova síndrome faz com que jovens respondam SMS enquanto dormem

A relação dos jovens com seus dispositivos móveis é tão estreita que muitos estão sofrendo de uma nova síndrome que faz com que eles respondam mensagens de texto enquanto dormem. Assim que seus aparelhos tocam, eles respondem as mensagens, muitas vezes com palavras sem sentido, e quando acordam não têm nenhuma memória sobre sua atividade noturna. 

 

 

"Este é um fenômeno que ocorre com a geração mais jovem", afirmou ao Business Insider Elizabeth Dowdell, professora de enfermagem na Universidade de Villanova, nos Estados Unidos. "E isto é um reflexo da importância dos nossos smartphones, essas máquinas tão poderosas. Por que nós não simplesmente os desligamos?"

 

A professora tomou conhecimento do fenômeno quando um de seus alunos lhe descreveu suas atividades noturnas, afirmando que só sabia que tinha respondido as mensagens enquanto dormia quando visualizava seu histórico no celular. Intrigada com o assunto, Elizabeth entrevistou 300 estudantes universitários e descobriu que entre 25% e 30% já tinham enviado mensagens de texto enquanto cochilavam, e mais de 50% admitiram que o celular chegou a interferir em seus sonos de alguma forma.

 

Para alguns especialistas, este cenário é realmente preocupante. Mensagens de texto enviadas durante o sono costumam ocorrer durante cochilos ou entre 90 minutos a duas horas no processo de cochilo, antes do indivíduo entrar no sono profundo. "O sono é um processo restaurativo muito importante", explica Josh Werber, especialista em ronco no EOS Sleep Centers em Long Island, Nova York. "E quando não estamos totalmente engajados nele, e não recebemos a quantidade necessária que precisamos, nós não estamos tendo o mesmo efeito restaurador em nossos cérebros. E isso afeta a nossa capacidade cognitiva no dia seguinte".

 

Estima-se que o tempo ideal de sono para os seres humanos seja de sete a oito horas por noite. Quando não conseguimos dormir o tempo suficiente, estamos mais propensos a enfrentar problemas na escola e no trabalho, bem como chances de desenvolver obesidade, hipertensão arterial, depressão, problemas de comportamento e uso de drogas. Pesquisas também sugerem que problemas com o sono durante a adolescência não costumam desaparecer com a idade, podendo continuar afetando a saúde do indivíduo ao longo de sua vida adulta.

Pesquisa recente da Pew Research & American Life Project afirmou que os adolescentes passam cerca de uma hora e meia enviando mensagens todos os dias, e um em cada três envia uma média de 100 mensagens por dia. Pelo menos quatro em cada cinco adolescentes dormem com seus celulares na ou perto da cama, o que torna o envio de mensagens de texto durante o sono algo convidativo.

 

Elizabeth Dowdell afirma que a maioria que sofre da síndrome envia textos inocentes em sua essência. Os homens jovens costumam enviar mensagens relacionadas a comidas e, em um dos casos que a professora estava estudando, uma jovem costumava enviar mensagens românticas mesmo que as mensagens enviadas por seus amigos não sugerissem isso.

Para ter uma noite de sono ideal, os especialistas em sono afirmam que as pessoas devem manter seus celulares longe de suas camas, desligá-los ou ao menos silenciá-los, e criar alguns hábitos como programar um horário para se afastar dos aparelhos eletrônicos à noite e começar a perceber que você não precisa responder imediatamente todas suas mensagens.

 

 

Publicado em : Canaltech

© Copyright 2017
Agência CÊS - COMUNICAÇÃO E MARKETING
Todos os direitos reservados.